Primeiro Encontro do PUG-PE

Após mais de dois anos de atividade da lista de discussão, foi realizado na manhã do último sábado o Primeiro Encontro do Grupo de Usuários Python de Pernambuco.

O evento aconteceu no Centro de Informática da UFPE e contou com a presença de 12 pythonistas. O número de participantes acabou superando as expectativas para um primeiro encontro, sobretudo num final de semana pós-carnaval! Compareceram à reunião: Brunno Gomes, Guilherme Cavalcanti, Johann Gomes, Lorena Abreu, Luciano Rodrigues, Manassés Guimarães, Marcel Caraciolo, Marcos Campelo, Pablo Silva, Rafael Brandão, Rodrigo Amaral e Rodrigo Lira.

Participantes do primeiro encontro do PUG-PE

A reunião começou com as apresentações dos participantes, cada um falando um pouco sobre seus interesses, experiências com Python e com desenvolvimento de software. Percebemos que o grupo é bastante heterogêneo (o que é sempre bom!), com pessoas dos mais variados perfis (dos mais acadêmicos aos mais empreendedores), áreas de atuação e “tempo de estrada” com Python.

Marcel conduziu a reunião e, para quebrar o gelo, apresentou algumas demonstrações de uso do Pygame e falou sobre alguns de seus projetos: o PyController, controle remoto bluetooth para Mac OS, e sobre seu projeto que que envolve mineração de dados no Twitter [1] [2] [3].

Marcos falou sobre a trajetória da Orygens, startup da qual é sócio. A Orygens usa Python como principal tecnologia de desenvolvimento e seu principal produto é o AtéPassar, rede social dirigida para candidatos a concursos públicos que oferece várias ferramentas para ajudar na organização dos estudos. Marcos também enfatizou a quantidade de oportunidades existentes para quem quem empreender.

A opinião geral foi de que Python acaba sendo uma “arma secreta” para ganhar diferencial competitivo, por causa da rapidez com a qual é possível colocar uma solução no ar, em comparação com outras tecnologias. Luciano, Manassés e Johann falaram sobre o histórico e suas impressões sobre o ensino de Python em disciplinas nos cursos da UFRPE.

No decorrer da reunião surgiram vários assuntos interessantes, que renderam algumas demonstrações sobre o BPython e o módulo doctest, por exemplo. Brunno falou de sua experiência na participação em eventos de Ruby e propôs a realização de um coding dojo no próximo encontro. Rodrigo Amaral contou um pouco da história da lista e comentou sobre o recente crescimento de 52% no número de membros em apenas 30 dias.

Na saída, o sentimento geral foi de muita empolgação com o grupo. Certamente teremos muito mais encontros proveitosos para todos e a tendência é agregarmos cada vez mais participantes. Que venham os próximos!

Para o próximo encontro

Elaboramos uma pauta provisória para a próxima reunião:

  1. Apresentação de quem não compareceu ao primeiro encontro
  2. Introdução ao Google App Engine, por Rodrigo Amaral
  3. Projetos e oportunidades na Orygens, por Marcos Campelo
  4. Coding dojo, orientado por Brunno Gomes

A data do encontro de março será definida através de enquete entre os membros da lista de discussão. O local deverá, preferencialmente, ter conexão wi-fi com a internet e um maior número de tomadas, para que os presentes possam manter seus laptops ligados por mais tempo.

Links relacionados

Marcel

Luciano

Rodrigo Amaral