Primeiro Encontro do PUG-PE

Após mais de dois anos de atividade da lista de discussão, foi realizado na manhã do último sábado o Primeiro Encontro do Grupo de Usuários Python de Pernambuco.

O evento aconteceu no Centro de Informática da UFPE e contou com a presença de 12 pythonistas. O número de participantes acabou superando as expectativas para um primeiro encontro, sobretudo num final de semana pós-carnaval! Compareceram à reunião: Brunno Gomes, Guilherme Cavalcanti, Johann Gomes, Lorena Abreu, Luciano Rodrigues, Manassés Guimarães, Marcel Caraciolo, Marcos Campelo, Pablo Silva, Rafael Brandão, Rodrigo Amaral e Rodrigo Lira.

Participantes do primeiro encontro do PUG-PE

A reunião começou com as apresentações dos participantes, cada um falando um pouco sobre seus interesses, experiências com Python e com desenvolvimento de software. Percebemos que o grupo é bastante heterogêneo (o que é sempre bom!), com pessoas dos mais variados perfis (dos mais acadêmicos aos mais empreendedores), áreas de atuação e “tempo de estrada” com Python.

Marcel conduziu a reunião e, para quebrar o gelo, apresentou algumas demonstrações de uso do Pygame e falou sobre alguns de seus projetos: o PyController, controle remoto bluetooth para Mac OS, e sobre seu projeto que que envolve mineração de dados no Twitter [1] [2] [3].

Marcos falou sobre a trajetória da Orygens, startup da qual é sócio. A Orygens usa Python como principal tecnologia de desenvolvimento e seu principal produto é o AtéPassar, rede social dirigida para candidatos a concursos públicos que oferece várias ferramentas para ajudar na organização dos estudos. Marcos também enfatizou a quantidade de oportunidades existentes para quem quem empreender.

A opinião geral foi de que Python acaba sendo uma “arma secreta” para ganhar diferencial competitivo, por causa da rapidez com a qual é possível colocar uma solução no ar, em comparação com outras tecnologias. Luciano, Manassés e Johann falaram sobre o histórico e suas impressões sobre o ensino de Python em disciplinas nos cursos da UFRPE.

No decorrer da reunião surgiram vários assuntos interessantes, que renderam algumas demonstrações sobre o BPython e o módulo doctest, por exemplo. Brunno falou de sua experiência na participação em eventos de Ruby e propôs a realização de um coding dojo no próximo encontro. Rodrigo Amaral contou um pouco da história da lista e comentou sobre o recente crescimento de 52% no número de membros em apenas 30 dias.

Na saída, o sentimento geral foi de muita empolgação com o grupo. Certamente teremos muito mais encontros proveitosos para todos e a tendência é agregarmos cada vez mais participantes. Que venham os próximos!

Para o próximo encontro

Elaboramos uma pauta provisória para a próxima reunião:

  1. Apresentação de quem não compareceu ao primeiro encontro
  2. Introdução ao Google App Engine, por Rodrigo Amaral
  3. Projetos e oportunidades na Orygens, por Marcos Campelo
  4. Coding dojo, orientado por Brunno Gomes

A data do encontro de março será definida através de enquete entre os membros da lista de discussão. O local deverá, preferencialmente, ter conexão wi-fi com a internet e um maior número de tomadas, para que os presentes possam manter seus laptops ligados por mais tempo.

Links relacionados

Marcel

Luciano

Rodrigo Amaral

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.